23 de ago de 2011

Você é um pai presente



Você faz o tipo paizão ou apenas pensa que está cumprindo bem seu papel?



Participar da vida do seu filho não é só pagar a escolinha dele ou comprar aquele brinquedo que ele estava querendo tanto. O amor e o carinho de seus protetores são mais valiosos e necessários para as crianças do que os bens que ela possui. A criança precisa ter ao seu lado tanto a figura da mãe quanto do pai, pois são eles que irão ajudá-la a construir uma imagem positiva das trocas afetivas e da convivência. Mas, você que é pai, será que está conseguindo aproveitar o tempo com seus filhos da melhor forma possível?

É muito comum os pais passarem muito tempo fora de casa. Mas  o que determina a participação do pai na vida do filho não é a quantidade de tempo que os dois passam juntos. "Presença física não significa necessariamente participação. O pai pode ficar todos os dias com o filho, mas se está sempre ocupado não vai ser mais importante do que aquele pai que vê pouco a criança, mas tira duas horas da semana para fazer programas junto com ela."

 A figura paterna é essencial, serve de suporte para o desenvolvimento da criança e ganha diferentes contornos no processo social e afetivo, de acordo com cada etapa da infância. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário